terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Fim de ano



Ooohhhh, este vai ser o meu último post do ano de 2008.
Prometo que vou ter juízo e não vou deixar o blog beber champanhe, isso é que era bom, nasceu há menos de 30 dias e já a molhar o bico, nem pensar.
Talvez, quando ele fizer 1 ano o deixe molhar os lábios, talvez, é uma questão a ponderar.
Pois é, já ando aqui a mandar postas de pescada, há quase um mês, estou-me a aguentar.

Mas, tenho é que me deixar de bitaites e outras cenas que tais e começar a dizer o que realmente quero com este post, porque acabei de comer ovos estrelados e estou cheio de frio…

Ricardo, o que isso tem haver, com a continuidade do post?!...

Tem tudo, pode-me dar uma caganeira a qualquer momento e com os tremeliques de frio, ainda mando o teclado ao chão, não conseguindo dessa forma, acabar o post!

Portanto, amigos e amigas, visitantes masculinos e femininos… E os outros também!
Desejo-vos a todos um excelentíssimo ano de 2009, com muita saúde e alegria.
Mas... Para manter essa alegria, sempre em alta, comprem várias máquinas de calcular, porque o pai natal não me deu a minha prenda, fartei-me de lhe pedir, mas o barbudo não mudou o governo.
Portanto, vamos ter que intensificar os nossos conhecimentos de matemática.

Posto isto, para relaxar de tantas contas, o blog DIGO Eu e o seu autor, para alem de desejarem a todos umas excelentes entradas, desejam também, que continue a haver muitas “lapadas na rachada” …


video

Letra da musica aqui.


Andem à “lapada” as vezes que quiserem, mas nunca se esqueçam que o melhor ataque é a defesa, por isso protejam-se…



Feliz 2009

segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Dia esquisito

Hoje não me recomendo, não sou boa companhia e o meu sentido de humor deitou-se mais cedo.
É gratificante, as coisas que um blog pode ser ao mesmo tempo… Pose der um diário, um “mundo” muito próprio, um manual de instruções (em alguns casos), uma autentica “enciclopédia” com tantas trocas de experiencias que se pode realizar nestes espaços, mas, a maior vantagem, é podermos dizer quase tudo o que quisermos, sem sermos interrompidos.
Estou mesmo naqueles dias em que se quisesse fazer algo cómico, não me saia nada de original nem nenhuma novidade, corria o risco de me tornar repetitivo nas piadas, como por exemplo, dizer que o Goucha não joga com o baralho todo, ou que o Sócrates gagueja quando está a mentir… Mas isso toda a gente sabe, não teria piada.
Optei então, por vir cá fazer isto mesmo, não dizer coisa com coisa, vim apenas pelo prazer que me dá manter-me sempre em contacto com todos vocês.

Provavelmente, muitos dos que começaram a ler o post já nem leram a linha anterior (ahaha) mas pode ser que um dia destes a pesquisarem recomendações médicas ou Divas Duvidosas, venham cá ter novamente.


Agora que, já vos bombardeei com o meu estado de espírito de hoje, vou partilhar convosco uma musica que já ouvi mais de dez vezes, desde que me sentei aqui em frente ao pc...




Letra da musica, clique aqui.


Ah, esqueci-me de algo que tem mesmo muita piada, as figurinhas que algum pessoal faz quando está bêbedo… :)





domingo, 28 de dezembro de 2008

Nostalgia

É agradável recordar a infância e a adolescência.
Recordo com alegria, as traquinices que fazia durante a infância e com muitas saudades as que fiz na adolescência.
Cresci na zona de Contumil na Cidade do Porto e ainda hoje, sempre que passo em muitos dos locais desta zona da Invicta, relembro muitos momentos que o tempo se encarregou de apagar, mas que a memória me permite guardar.
De momentos e decisões, de tristezas e alegrias, de conselhos e de escolhas, umas certas outras erradas, se fez o Homem que hoje sou.
Os anos passam e há coisas que nunca mudam, o que nos permite manter vivas as lembranças e inabaláveis os sonhos que guardamos desde criança.
Sempre que passeio pelas minhas origens, o Sapateiro por exemplo, ainda é o mesmo e continua a actualizar todos os anos o típico calendário “sexy hot”, vai dar ao mesmo, mas todos os anos muda a gaja. (de louvar, ahahah)
A escola primária onde estudei fez grandes obras, mas o funcionamento é exactamente o mesmo de há 20 anos atrás.
Os amigos, com quem aos oito anos jogava ao berlinde, agora jogo bilhar, o café onde comprava rebuçados, agora vou lá beber uma cerveja, para ver o meu clube é que ando mais uns metros, mas a alegria é a mesma, festejo da mesma forma os golos do Lisandro no Dragão ,como festejava os do Gomes nas Antas. :)

E dizem vocês, Ricardo que seca de post é este?!... Calma, a ideia era meditarmos em grupo!

Bem, mas para dar um pouco mais de energia a estas recordações, resolvi relembrar as musicas que ouvia em cada época que fui passando e torna-se engraçado, coisas que na altura adorava, hoje não dou tanto valor, mas mexe sempre comigo.



Aos 8/10 anos, ouvia isto…




Aos 12/13 isto….




Aos 15/16…




Aos 19/20…





Há sempre aquelas músicas, que nos marcam mais e que iremos gostar por toda a vida, esta que coloco no final, é das tais, que nunca me irá cansar, das que ouço esteja triste ou contente, que sem estar associada a nenhum momento em especial, acaba por fazer parte de todos os momentos….


video



Ps: Escusado será dizer, que antes dos 8 anos não tive independência musical, o único rádio era do meu pai e estava limitado entre Roberto Carlos e Júlio Inglesais…

sábado, 27 de dezembro de 2008

Preparativos

A festança continua mas agora com mais ritmo.
Já anda tudo a pensar como será para a semana a passagem de ano, a agitação começa e os preparativos aceleram.
Uns preparam afincadamente esta noite tão especial, outros gostam do inesperado e há aqueles como eu, que deixam acontecer mas que têm em mente como gostam que esta data seja passada.
Eu sou um miúdo modesto nestas coisas, não peço muito, para mim uma noite destas deve começar com um bom jantar….






Um bom vinho…




E um bom digestivo…





Sobremesa não é necessário que estou afrontado do jantar.

Já bem “atestado”, rumo a uma noite divertida, ou seja, sem “melgas” nem pessoal que tem sempre o mesmo assunto, (como o Sócrates por exemplo) vira o disco e toca o mesmo…Porque, estou sujeito a entrar o ano novo com um esgotamento.
Sigo o meu caminho, gostando de passar sempre despercebido…






E, uma vez que estou muna de escolhas, até escolho a musica que quero dançar e a banda que vai tocar...




Chegada a meia-noite, dispenso foguetes, mas como bom cumpridor que sou, cumpro parte do ritual…




Continuo nesta farra e a partir das 3/4 da manhã já é impossível passar despercebido …





E, como tal, sempre nesta paródia, acabo a noite com uma fome... Que tenho mesmo que comer…




E vocês, como é a vossa noite de fim de ano ideal?...

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

Calorias em excesso

E então, que tal esse natal? Muitas prendas? Muitos doces?....

Vamos lá derreter as calorias em excesso, arranjem espaço, ponham as colunas no máximo e toca a abanar o esqueleto.

Dáaaalllhhheeee…




A roupa já serve outra vez? :)

Bom fim de semana...

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Rivalidades sem sentido


Bairrismo é algo muito forte, segundo especialistas na matéria é possessivo tornando-se fanático.
Na minha opinião não é bem assim, só é grave quando o sentimento bairrista dá lugar a rivalidades perfeitamente escusadas.
Considero-me bairrista por natureza, mas, sou assim com tudo o que gosto e ao que me afeiçoo, sem exageros e com respeito pelas outras formas de pensar.
Ser bairrista é muito mais do que defendermos o nosso bairro, cidade ou país, é uma forma de estar na vida.

Até aqui tudo muito bem, o verdadeiro problema é quando se comete exageros permitindo que este sentimento natural dê lugar a rivalidades, alimentadas por questões e fundamentos completamente à parte da sociedade e da realidade do dia a dia.
Será que, por exemplo, algum dia as pessoas vão conseguir separar o futebol e afins da vida real!?... Sim, vida real, aquela em que existem tantas dificuldades a ultrapassar, sejamos do Norte, Centro, Sul ou ilhas.
Ou será, que por eu ser do Porto, o Lisboeta não me pode dar uma sopa quando tenho fome, ou por ele ser de Lisboa, tenho que lhe negar um agasalho quando ele tem frio?!
Eu sei, estas palavras nem parecem estar a ser proferidas por quem pertenceu a uma grande claque durante anos.
Mas, esse facto não invalida eu raciocinar com peso e medida e dar muito valor às questões mais importantes da vida.
Não gosto do Benfica nem do Sporting, mas gosto dos Lisboetas, não gosto do Vitória, mas gosto dos Vimaranenses, gosto de partilhar culturas e costumes de me sentir em casa onde quer que vá, gosto de ser Português.
Gosto de almoçar em Alvalade sem que por causa do meu sotaque seja olhado de lado, trazer um amigo alfacinha a petiscar na ribeira do Porto, sem que a sua pronúncia provoque mau estar nos ocupantes da mesa vizinha.


A minha opinião, é que já era mais do que tempo de se mudarem muitas mentalidades, posso ser quem sou e continuar com as minhas crenças e costumes, aceitando da mesma forma, que haja muita gente a pensar de maneira totalmente oposta à que eu penso.

Porque não, continuarmos a ser bairristas e sermos ao mesmo tempo muito humanos?!…


video

Ou será, que querem colocar fronteiras a dividir um país tão pequeno?!...


terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Festejos

Amanhã é novamente véspera de natal e consequentemente está a chegar mais um final de ano.
Altura em que normalmente pensamos no que de bom e de mau aconteceu durante o ano que finda, ou então o que poderia acontecer e simplesmente não aconteceu.
Há os que têm bons motivos para sorrir, os que sem grandes motivos para festanças mas com mais ou menos cambalhotas lá se foram safando e aqueles para quem o natal simplesmente não pode existir.

Dizem que, “a vida são umas férias que a morte nos dá”.

Por isso mesmo, com tantas contrariedades há sempre pelo menos uma razão pela qual devemos festejar, ESTAMOS VIVOS.
Portanto, enquanto ser vivo e a saúde me ajudar, quero viver, viajar, comer bem, dançar (mesmo sem jeitinho nenhum), rir muito etc etc…

Como diria, Mad Stuntman, I Like To Move It…

video

Curtam muito….


Ps: Ah, se desse para mexerem um bocado o rato e clicarem no questionário do blog ( no lado direito) tinha mais motivos ainda para festejar, a sério, não custa nada, mas se por acaso custar e se virem mais barato noutro sitio eu devolvo a diferença...

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Feliz natal

Hoje vim cá para vos desejar a todos um excelente natal.
É uma época realmente interessante, que queiramos ou não, mexe sempre com os nossos sentimentos.
É pena que esta data tenha sido inteiramente entregue ao consumismo, tendo com isso perdido a sua verdadeira essência e aquela “magia” tradicional.
No entanto, continuamos a cumprir alguns rituais para recuperar alguma dessa mesma magia.

E, claro que há sempre quem goste de passar um natal diferente…





Até eu que não gosto de algumas coisas como por exemplo o bolo-rei, ficava a gostar….


Desde que me saia a fava claro :)


Mas, gostos e tradições à parte, gostava de vos dizer o que realmente penso desta quadra e o que mais desejava de prenda esta natal.
E para isso, resolvi fazer minhas as palavras do grande Boss Ac e através deste vídeo deixar a todos esta mensagem, reflictam na letra da musica…



(só faz sentido com som)

Para lerem a letra da musica cliquem aqui.

Bom natal para todos...

domingo, 21 de dezembro de 2008

Diva duvidosa

Dita Von Teese , ex mulher (ou algo do géneo) da aberração Marilyn Manson, pousou para a edição Alemã da revista playboy de Dezembro.
Segundo Dita, “ para ser uma diva é necessário pousar para a playboy, todas as antigas divas o fizeram”.





Dita, Dita, quanto a mim essa frase não te ficou assim muito bem, os teus gostos são um pouco confusos e contraditórios…
Então e no caso do homem, para chegar a divã é necessário o quê?
-Ter cara de belzebu, desmanchar-se todo para conseguir chupar o próprio pénis, degolar animais em palco e incendiar quartos de hotel (entre outros)?!




Uau, isso realmente é excitante e deve dar cá uma adrenalina, que faz do homem um autêntico clímax, no que a atracção diz respeito.
Já para não falar, na sensação que deve ser ir a festas de alta sociedade acompanhada de alguém assim, deve ser muito gratificante.





E, lamento ter que te desapontar cara Dita Tesse, mas aqui neste jardim à beira mar plantado de seu nome Portugal, vejo todos os dias, divas muito superiores a ti , muito mais atraentes, com uma beleza natural muito agradavel à vista (e não só), que nunca pousaram para a playboy e provavelmente nunca irão pousar, mas que conseguem, elas sim , ser verdadeiras Divas.
Há-des passar por cá um dia para mudares o teu conceito de diva e veres que os verdadeiros monumentos não estão na playboy.

Mas, talvez tenhas alguns atributos.
Claro que, nos tempos que passaste ao lado do boneco doido, deves ter aprendido vários truques e acrobacias do arco-da-velha e muito provavelmente, tens actualmente desempenhos bem melhores do que este do vídeo…



Huumm, pouco convincente, acho que até a Carla Matadinho faz melhor do que isso…

sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Recomendações médicas

Por vezes estamos tão ocupados com todos os contratempos do dia a dia, que não paramos muito para pensar nas questões mais importantes da vida, como a saúde.
Era importante que reflectíssemos sempre os conselhos que o médico nos dá (e os restantes profissionais de saúde) e tentássemos pôr todas as sugestões medicinais em prática.
Neste contexto comecei a pensar nas minhas consultas com os profissionais de saúde e nas suas recomendações…




Ricardo, não fumes...




Não bebas…




Faz uma alimentação saudável…




Deita-te cedo...




Não te enerves…





E para finalizar...

Ricardo, a consulta são 80.00€




Pronto, não me deixa fazer nada e estica-se logo na “corda”.
Depois digam que os pacientes é que percebem mal as coisas…




Bom fim de semana :)

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Sapatadas jornalisticas

Esta é mesmo do melhor, talvez a melhor da semana.
Todavia uma nota a salientar, o “atirador” tem que treinar mais para afinar a pontaria…




Já vi e revi o vídeo e fico com a sensação que o presidente Iraquiano não quis defender o Bush, mas sim tapar-lhe a visão para ele não se conseguir desviar e levar com o sapato em cheio na trom… face!

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Artimanhas



Em torno de tanta polémica não poderia ficar indiferente a este caso, um verdadeiro sucesso de vendas para os jornais de todo mundo, este homem não só facturou milhões como ainda continua a dar facturação aos outros, impressionante.
Ainda dizem as más-línguas, que a partir dos 50 se começa a ficar velho, ponham os olhinhos neste septuagenário, um engenhocas maduro com uma grande carola.
Até parece que vim aqui gabar o acto deste indivíduo, mas não, apenas achei imensa piada pelo sucedido ter tido mais incidência num país como os Estados Unidos que passa a vida a enxovalhar os outros, enaltecendo-se de ser a maior potencia mundial a quase todos os níveis com uma arrogância enorme e algumas atitudes nojentas por parte dos seus governantes.
Mas para isto num futuro próximo ter os contornos perfeitos de um best-seller , era saber-se que o mais atingido no meio disto tudo teria sido o “intocável” George Bush, eu comprava uns exemplares.
Por fim o mais interessante é que num país que se diz ser tão rigoroso, o arguido saiu em liberdade após ter pago uma caução 10 milhões de dólares (7,5 milhões de euros).
Estando portanto neste momento, no conforto do seu lar com uma pulseira electrónica que controla os seus passos, mas que com certeza não dá para ouvir as enormes gargalhas que ele deve estar a dar à custa de muita gente.
É de facto reprovável, mas é também uma lição para muitos arrogantes, gananciosos e sem escrúpulos, meterem tudo isso pelo cu acima.

Podem ler a noticia, aqui.

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Ficção ou realidade?!

As vezes pensamos que nunca teremos êxito porque somos marcados desde início, quer pela religião, cor futebolística ou fundamentalmente pelos nossos ideais ou escolha politica.
Um bom exemplo contrário a essas ideias, é Ricardo Araújo Pereira dos famosos “Gato Fedorento”.
Só pela razão de ser comunista e combater ideais opostos de uma forma tão convicta, teria à partida as ambições derrotadas.
Mas não, muito pelo contrário, teve e tem muito êxito, acho que todos temos direito a sonhar e a sermos sempre nós próprios sem nunca cair no erro de tentarmos ser, o que querem que sejamos…




É pena que num vídeo a brincar haja tanta verdade e que uma ficção se aproxime tanto da realidade…

domingo, 14 de dezembro de 2008

Marketing ou roubalheira?!



Estando eu inserido na área de marketing e publicidade, tenho realmente que tirar o chapéu a certas iniciativas.
Embora que, considero um verdadeiro massacre ao consumidor final, visto que a estratégia é não dar tempo para pensar.
No entanto, não deixa de ter uma certa piada as coisas que este pessoal arranja, desde cartões de descontos para por no porta-chaves a hipopótamos aparentemente do sexo feminino e com um jeito para dançar incrível, que até já lançou um CD, inventam de tudo….
Era interessante que os directores dos departamentos de marketing deste país, começassem a elaborar um projecto para apresentar ao primeiro-ministro, algo promocional para os ordenados, pensões, rendas da habitação, entre muitos outros.
Seria interessante, o cartão “pensão multiplicada”, ou então o DVD “combata a inflação”, um folheto informativo com boas garantias num futuro próximo, etc etc…
Agora, o pessoal já anda teso (só alguns) ainda têm que levar com CDS da popota gorda a 3€, cartões que dão desconto de 5€ em cada 500 € de compras, no supermercado mais caro do país e muitas das vezes com pouquíssima qualidade, andam a brincar?!!
O que andam a fazer aos consumidores portugueses de estratégias de marketing não tem nada, é sim uma autêntica roubalheira e muito gozo à mistura… Claro que, são opiniões!

Popóta

Shhiiuuu, não façam barulho, está a descansar para amanhã dar um concerto num qualquer modelo perto de si…

sábado, 13 de dezembro de 2008

Êxito urbano

Hoje gostava apenas de chamar a atenção às grandes editoras e aos seus responsáveis mais desatentos.
Se o Zé Cabra gravou um CD e a Linda Reis teve bastante direito de antena, como é possível não terem ainda descoberto este verdadeiro êxito urbano, um arrasta multidões em cada rua que passa.
Ponham os olhinhos nisto ….




Vamos lá... Todos... Póróró-Póróró, póróró-póróró... :)

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Ridiculo


(clique nas imagens para ler a noticia)

Ao dar uma vista de olhos pelos jornais como faço habitualmente, deparei-me com uma notícia no "jornal o crime" referente a uma personagem que quanto a mim é repugnante, (mas cada qual com os seus gostos) e em vez de ler apenas as letras gordas resolvi ler tudo na íntegra.
Bem, pensei que já tinha visto tudo desta “aberração” de sua alcunha José Castelo Branco, mas, enganei-me há muito mais para ver.
Duas ex funcionárias do casal mais ridículo do momento, Manuela e Sabila Acub, vieram a público visivelmente revoltadas denunciar algumas situações vividas enquanto ao serviço deste casal de exploradores.
Desde querer que a funcionária fosse para a cama com alguns empregados para saber como eram os órgãos genitais dos mesmos a autenticas lutas livres com os colaboradores, tudo se passava no habita dos chiquérrimos joelheiros.
Sinceramente, não me incomoda minimamente a vida alheia e a vida é tão curta que bem burro é quem perde tempo a preocupar-se com isso.
Mas, não posso ficar indiferente a situações que se vão desenvolvendo repetidamente no país onde vivo e do qual sou natural, à margem das mesmas leis que me são aplicadas a mim como cidadão nacional, mas que na prática não são parciais e parece-me não serem iguais para todos.
Como é possível, uma grande cadeia de televisão dar cobertura a gente como esta e ainda pior darem empregos com vencimentos exorbitantes muito acima das possibilidades dos cidadãos realmente normais, que trabalham arduamente para sustentar os seus lares.
Claro que os acusados, dizem que tudo se vai resolver em tribunal, blá, blá, blá... Visto, umas ocorrências se terem passado cá e outras nos Estados Unidos, até estou para ver onde vão decorrer os processos, se na terra do tio Sam, ou se aqui no país das maravilhas…
Enfim, aqui vim eu divagar um pouco em jeito desabafo.

Mas o que eu queria verdadeiramente, era uma cena destas para o dia a dia, ….



Ahahah... nem me vou a por a imaginar se não tenho que postar já outra vez! :)


Bom fim de semana .

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Nomes invulgares



E se de repente, baseados no velho ditado, “ há sempre um testo para uma panela” começássemos a arranjar par do sexo oposto para o que não tem.
Seria irónico pensar como se chamaria a fêmea do puto? Ou a do queque (bolo)? Porque não, dariam nomes interessantes … Ninguém se preocupa em por exemplo, ver uma gaija num parlamento e chamar-lhe deputada, sinceramente eu paro para pensar na origem deste nome e soa-me a palavrão.
Até porque no parlamento eles também passam a vida a arranjar nomes e adjectivos, para muito gentilmente se mandarem a merda uns aos outros, tratam-se por doutores e engenheiros mas em pensamento vão as maiores ordinarices, nomes verdadeiramente complicados para arranjar sexo oposto… Desculpem, o titulo de engenheiros não era para todos.
Acho tanta piada quando se dirigem a uma dama supostamente de outra galáxia e a abordam tratando-a por, Sua Alteza, … Oh, oh, querem ver que o marido é o Seu Altezo?! É que me soa mesmo a algo muito ordinário.
Como chegar a uma portaria e abordarmos o cavalheiro que lá está, Sr. porteiro, está correcto sim senhor, mas se começo a pensar que a mulher dele é a porteira é inevitável imagina-la a erguer uma bandeira a frente de uma qualquer escola de samba no carnaval do Rio, uau, sendo assim, parabéns Sr. Porteiro…
Sapateira também é um nome irónico, porque todos a podemos comer, não tem que ser só o lambareiro do sapateiro. (O bicho do mar… Não sejam maliciosos faz favor)

Podia estar aqui a noite toda a pensar em nomes irónicos e a fazer trocadilhos, mas era um pouco de egoísmo da minha parte.
Aposto que vocês também vão dar imensos exemplos…

Podem começar! :)

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Má alimentação

Os hábitos alimentares vão de mal a pior.
Depois dá nisto…



(O video só faz sentido com som)

Se tem algum jeito, tirar a concentração as pessoas!:)
Nem quero imaginar onde terá ido jantar, mas pela pressa, não deve ter pago a conta…


Fiquem bem...

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

País imaginário

Hoje pus-me a meditar sobre alguns aspectos do dia a dia no nosso país e além fronteiras , alguns não deixam de ter uma certa piada e até dá para nos pormos a imaginar coisas…

Por exemplo, na altura em que esta foto foi tirada, alguém lhes deve ter dito, que os 3 primeiros, tinham direito a abrir mais lojas em Portugal isentos de impostos no primeiro ano, no mínimo!



E por falar em isenção, comecei a notar que havia menos pessoal a dedicar-se a “arrumar” carros e pensei, queres ver que agora também se paga impostos nessa actividade e eu não vi nenhuma notícia sobre isso?!... Afinal, tudo não passou de uma estratégia de marketing, trocaram os tradicionais arrumadores por uns sofisticados, bem mais lucrativos e que não trocam de turnos!



Não menos sofisticadas estão as estradas do nosso país, principalmente no inverno são do melhor que há, alias, há rumores que alguns adeptos reformados do jogo da malha estão a pensar criar uma nova modalidade, a pesca na vala.



E se estes torneios pegam moda, é mais uma forma de ajudar a rechear os pobres cofres do estado, pois com tamanha fama não tarda que todos os acessos a este mito do desporto se tornarem bem lucrativos.



Este país dá realmente para elevar a imaginação a pontos hilariantes, não fosse eu precisar de espaço no blogue para futuros posts e isto dava pano para mangas.
Neste jardim à beira-mar plantado o que realmente conta para vencer na vida, é ter um bom sentido de oportunidade e fundamentalmente, ter um familiar ou amigo que dê pelo nome de cunha.



Podia-me dar para pior... :)

Fiquem bem

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Barracada

Será que foi o Queirós que lançou as jovens “estrelas”, ou as jovens “estrelas” que o lançaram a ele?... Hum, no mínimo questionável, ao fim de tantos anos surgiu um dilema!:)

domingo, 7 de dezembro de 2008

Início

Para tudo na vida, há sempre uma primeira vez, como tal, esta é a primeira vez que escrevo neste espaço, que por acaso, até fui eu que o criei há uns minutos atrás!
Para quê que o criei?!...Isso é realmente uma questão para a qual acho que não tenho uma resposta concreta, mas, gosto pela blogosfera e pela troca de ideias que este mundo proporciona, são duas justificações por si só muito fortes para continuar…
Este blog não é um espaço resumido à minha pessoa, muito pelo contrário, este espaço é de todos os que dele quiserem fazer parte, com maior ou menor participação… Digo eu.
A partir de hoje, vou começar a tratar deste espaço, tão bem como trato de mim… Ou seja, vamos ver no que isto dá! :)