domingo, 28 de dezembro de 2008

Nostalgia

É agradável recordar a infância e a adolescência.
Recordo com alegria, as traquinices que fazia durante a infância e com muitas saudades as que fiz na adolescência.
Cresci na zona de Contumil na Cidade do Porto e ainda hoje, sempre que passo em muitos dos locais desta zona da Invicta, relembro muitos momentos que o tempo se encarregou de apagar, mas que a memória me permite guardar.
De momentos e decisões, de tristezas e alegrias, de conselhos e de escolhas, umas certas outras erradas, se fez o Homem que hoje sou.
Os anos passam e há coisas que nunca mudam, o que nos permite manter vivas as lembranças e inabaláveis os sonhos que guardamos desde criança.
Sempre que passeio pelas minhas origens, o Sapateiro por exemplo, ainda é o mesmo e continua a actualizar todos os anos o típico calendário “sexy hot”, vai dar ao mesmo, mas todos os anos muda a gaja. (de louvar, ahahah)
A escola primária onde estudei fez grandes obras, mas o funcionamento é exactamente o mesmo de há 20 anos atrás.
Os amigos, com quem aos oito anos jogava ao berlinde, agora jogo bilhar, o café onde comprava rebuçados, agora vou lá beber uma cerveja, para ver o meu clube é que ando mais uns metros, mas a alegria é a mesma, festejo da mesma forma os golos do Lisandro no Dragão ,como festejava os do Gomes nas Antas. :)

E dizem vocês, Ricardo que seca de post é este?!... Calma, a ideia era meditarmos em grupo!

Bem, mas para dar um pouco mais de energia a estas recordações, resolvi relembrar as musicas que ouvia em cada época que fui passando e torna-se engraçado, coisas que na altura adorava, hoje não dou tanto valor, mas mexe sempre comigo.



Aos 8/10 anos, ouvia isto…




Aos 12/13 isto….




Aos 15/16…




Aos 19/20…





Há sempre aquelas músicas, que nos marcam mais e que iremos gostar por toda a vida, esta que coloco no final, é das tais, que nunca me irá cansar, das que ouço esteja triste ou contente, que sem estar associada a nenhum momento em especial, acaba por fazer parte de todos os momentos….


video



Ps: Escusado será dizer, que antes dos 8 anos não tive independência musical, o único rádio era do meu pai e estava limitado entre Roberto Carlos e Júlio Inglesais…

40 comentários:

FERNANDA & POEMAS disse...

Querido Ricardo, adorei ver e ouvir o teu percurso... Belo meu Amigo... Um grande abraço de carinho e ternura,
Fernandinha

Ricardo disse...

Fernanda:

Obrigada.

Até eu me arrepiei! :)

Beijo

escarlate.due disse...

xxxiiiii as coisas que eu não ouvia há que tempos.... :) só por isso já tenho que te agradecer!

quanto ao resto... nostalgia? porquê? saudades da adolescência? oh rapaz a vida está à frente e não atrás! E recordações... pois... sorte a tua... não comento sobre memórias...

beijinho

Ricardo disse...

Escarlate.Due:

As boas memórias são um tónico para mim, as más, lição de vida... Talvez por isso, eu goste de às vezes ter momentos nostálgicos! :)

Beijo

escarlate.due disse...

entendo-te, sorte a tua... só me faltam muitas...

(vai ver a mensagem enquanto me delicio a ouvir as músicas outra vez)

Ricardo disse...

Escarlate.Due:

Delicia-te com as que tens! :)

Beeeiiijjjjooo

Equilibrista disse...

Bem, começo pelo fim!

Parece que mesmo mais nova que tu, também e enquanto não tinha independência musical era mesmo Roberto Carlos e Julio Iglesias que eu ouvia... um por imposição da mãe, e outro do pai respectivamente. E se Roberto Carlos eu até gostava e, vá gosto, já o Julio... achei engraçado!
Gostei do post sim senhor! =)

MPereira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mona Lisa disse...

É sempre bom relembrar os velhos tempos - os gostos, os amigos, o que costumávamos fazer...Eu acho engraçado fazer a comparação com o que já somos e ver a evolução que sofremos.E a verdade é que com este post até me fizeste relembrar alguns dos meus episódios:)É bom ficarmos nostálgicos de vez em quando..Beijo

Ricardo disse...

Equilibrista:

Sempre que ouço algumas musicas de Roberto Carlos, também lembro com saudades a infancia, mas gosto mais da parte em que comecei a ter independencia musical! :)

Beijo

Ricardo disse...

M.Pereira:

Sim, são de facto, se não os melhores, dos melhores tempos da nossa vida!

Boas entradas :)

Abraço

Ricardo disse...

Mona Lisa:

O dia a dia é tão agitado que não tenho muito tempo para ficar nostálgico, mas confesso que quando fico, renovo energias! :)

Beijo

Silva disse...

Olha amigo eu nem sei o que te diga dessa postagem é uma semelhança tão grande com o meu passado.quando olho para trás dá-me umas saudades.

Abaço

Ricardo disse...

Silva:

A quem o dizes, é a tal situação, ah se eu soubesse o que sei hoje e tal...

Abraço :)

Anónimo disse...

temos saudades da infancia, porque nesses momentos somos inocentes, porque quase tudo o que fazemos e dizemos é sincero.
porque nos sentimos as crianças mais leves, porque nao pensamos nas consequencias, porque nao temos que nos preocupar com os problemas adultos.
hoje que somos adultos, queriamos ser crianças, para poder esquecer alguns problemas, porque jamais o tempo passado voltará...
hoje sou adulta, com saudades da infancia...

Ricardo disse...

Anónima:

Eu tanbém sou adulto com saudádes da infancia.
Há aqueles que, em miudos eram bons e se tornam homens maus e mulheres más e há aqueles com quem acontece precisamente o contrário, acho que tudo depende das escolhas que se fazem ao longo da vida!

Obrigado pela visita, volta sempre...

deedee disse...

Feliz Anos Novo de maio todos os maio todos os seus sonhos para a anos novos come true - ( my first attempt at your language :) Dee Dee

Paula disse...

Olá boa tarde,
Obrigada pela visita e comentário :)
Adorei este post, afinal não sou só eu que recordo os meus momentos da infância...
Beijos,
Paula

Ricardo disse...

Deedee:

Obrigado igualmente, este é um gesto que revela grande cultura da tua parte!

Sim, porque, comentei em Inglês no teu blog para te facilitar a leitura e tu esforçaste-te para comentares no meu em Português, reflecte grande carácter da tua parte.

Bom ano novo...

Beijo :)

Ricardo disse...

Paula:

Ola Paula, obrigada pela visita.

Gostei muito do teu blog, falas sobre tudo de uma forma muito própria!

Beijo :)

Miriamdomar disse...

Gostei do teu post nostálgico!
Fez-me reviver o passado, o meu ,também foi no Porto!
Embora o meu tempo e as minhas músicas, fossem outras!
Esta nostalgia, é necessária ,faz parte da nossa vivência! Só assim, podemos apreciar , valorizar, ou até menosprezar momentos passados! Momentos esses que são a nossa experiência de vida e nos dão forças para viver o presente e sonhar/realizar o futuro!
A ultima música ,também uma das minhas preferidas!
Beijo
P.S.Obrigada pela visita!

Ricardo disse...

Miriamdomar:

Obrigado eu, pela tua visita...

Eu ainda convivo com tudo isto, todos os dias, ou quase todos... Pois ainda vivo na mesma zona da cidade! :)

Beijo

Lize disse...

Eu cá, como é próprio da idade, quero é sair da adolescência :P Mas sei bem que estes tempos não vão voltar atrás e que a partir de agora é sempre para a frente, as responsabilidades mais.
Mas é a vida.


Beijocas :)

Ricardo disse...

Lize:

Ola Lize, ainda fui tentar bisbilhotar a tua idade no teu perfil, mas nada feito! ahaha

Bem, eu penso que as decisões da adolescência, têm um forte impacto em boa parte do futuro!

Beijo :)

@me@@@ disse...

e não é que conseguiste por o people a meditar!!!

Ricardo disse...

Ameaaa:

Pelo menos, a ideia era essa! :)

Obrigado pela visita, volta sempre...


Beijo :)

Jorge Pessoa e Silva disse...

Sempre foste alguém com bom gosto musical...

Ricardo disse...

Jorge Silva:

Uns dizem que sim, outros dizem que não. :)
Mas, o que realmente é fantástico é que os anos passam e estas (entre outras) músicas mexem sempre comigo!


Abraço

korrosiva disse...

Todas as vidas têm uma banda sonora :)

Não sou nada saudosista mas há musicas que me fazem recuar anos e anos no tempo
bjs

Parisiense disse...

Gostei.....nada como relembrar o passado para vermos o que fomos e o que somos.....e assim poder alterar o que achamos que estava menos bem em nós.

E já agora o teu pai tinha bom gosto....ahahahhaahh.....eu tambem adoro Roberto Carlos....hihihihih

Gostei muito da foto da Ribeira como fundo.....dá vida, cor, alegria.
Voltarei se me permitires.

Beijokitas

Ricardo disse...

Korrosiva:

Ora nem mais, uma grande verdade.

Eu também recuo bastante no tempo, umas vezes faz-me bem, outras nem por isso...

Obrigado pela visita, volta sempre...

Beijo

Ricardo disse...

Parisiense:

Até eu, fiquei a gostar bastante de algumas musicas do Roberto Carlos! :)

Volta sempre que quiseres, és muito bem vinda... :)

Beijo

Quase nos 50 disse...

Boa música ....o conteúdo não tive tempo de ver mas do que vi gostei.
Obrigada pela visita que retribuo ;-)

Ricardo disse...

Quase nos 50:

O que não vai faltar é tempo de explorares o blog todo, assim como, eu o teu.

Volta sempre...

Beijo :)

Marta disse...

Aqui está presente um legado :D
Eu com apenas 16 anos já sinto essa nostalgia, que me ataca diariamente...
Convido-o a ler a minha nova história ao som da guitarra...
Beijinho

Ricardo disse...

Marta:

Talvez seja um pouco cedo, mas isso pode reflectir uma grande maturidade!

Beijo :)

Armindo Guimarães disse...

Olá, Ricardo!

Tal como o Equilibrista, vou também começar pelo fim. Eheheheheh

É que eu sou o que se chama um robertodependente desde os 8 anos, quando me chamavam o Roberto Carlos da Travessa das Almas e às vezes até do Porto. Eheheheheh

Por isso, ao ler os comentários aqui postados, confesso que fiquei bastante surpreendido pois que ao fim de tantos anos verifico que o RC, pese embora já não tenha em Portugal os fãs que antes tinha, o que é certo é que anda há muita malta nova que embora não seja fã, pelo menos tem pela obra dele um certo respeito não o incluindo naqueles chamados pimbas.

Bem, deixemo-nos agora de robertadas eheheheheh e vamos mas é ao que interessa:

Excelente este post, pá! Afinal, a malta quando recorda vive, não é? Falaste das Antas e eu quando passo pelo sítio onde foi o estádio, recordo quando eu ia para o Tribunal de bandeira em punho berrar pelo Porto e se algum gajo reclamava que não conseguia ver o jogo por causa da minha bandeira, eu respondia: Ó amigo isto aqui é o Tribunal e ninguém se pode queixar, carago! Desapareça!

É claro que falava assim porque estava bem escudado com a malta do costume. Eheheheheh

Coisas do baril!

Abraços tripeiros

Dr. Armindo Guimarães
Robertologia Aplicada

Ricardo disse...

Armindo Guimarães:

Grandes momentos passei nesse mesmo "Tribunal", amigo Armindo! :)

Bem, agora fizeste-me lembrar de excelentes momentos, que deixam muitas saudades...

E, a ideia do post era mesmo essa... :)

Abraço

Tá-se bem! disse...

É bom recordar... os teus gostos musicais (alguns de gosto duvidoso!:p ahahaha) também me fizeram recordar a minha adolescência... (também ela, um pouco duvidosa :D)looool

Mas Gostei! :)

Um Abraço e Um excelente ano novo!

Ricardo disse...

Tá-se Bem:

Ahahah... Tal como as vidas e os percursos são diferentes, os gostos musicais também! :)

Um excelente ano novo para ti também. :)

Abraço