quinta-feira, 2 de abril de 2009

Expressões populares




Acho mesmo muita piada, ás expressões populares, que muitos de nós usamos no dia a dia.

Decidi meditar um pouco, sobre algumas das frases aplicadas nos diferentes contextos e dá mesmo pano para mangas.


É engraçado, quando alguém pede uma informação, com o objectivo de ficar a saber onde fica determinado local e a resposta é a seguinte:
“ Ui, isso fica no cu de Judas”


Claro que, o inquiridor vai perder toda a vontade de seguir rumo ao destino, não me parece que vá ter muito interesse, em ir ao cu de Judas… Quer dizer, nunca se sabe!


A forma de dizermos, “ nem penses nisso” , também pode ser dita da seguinte maneira :
“ Podes tirar o cavalinho da chuva”…


Mau, mas de qual cavalo estamos a falar? Será que é melhor, colocar o dito num sítio mais seguro para que não se constipe?


Correr apressado atrás de alguém, também pode soar de forma engraçada:
“ Bem, vamos lá ter com elas, antes que se ponham na alheta”


Significado de alheta:
“zona do costado de uma embarcação junto à popa ”.


Já que elas estão neste propósito, de se colocarem junto à popa, é melhor mesmo ir ter com elas…


Passar num hotel, repleto de publicidade com imensas promoções e ouvir alguém comentar:
“ Oh, isto é só para Inglês ver!”.


Das duas uma, ou é descriminação e só paparicam os Britânicos, ou então estão a fazer deles otários.


Querer muito, que determinada figura nos desampare a loja e fazemos questão de o demonstrar, da seguinte forma:
“ Põe-te a milhas”…


Querem ver, que já inventaram o TGV marítimo e eu não fui conhecedor?


De repente, parece que o mundo desaba e tudo nos acontece, decidimos desabafar:
“ Só me faltava mais esta”


Nem deveria haver reclamação, então se só faltava esta, agora esta tudo completo, assim sendo está tudo bem!


Ir a casa de alguém e apenas porque se pegou num copo, sem o colocar novamente no devido lugar, se ouve:
“ Olha lá, pensas que isto é a casa da mãe Joana”


Alguma mãe, que dê pelo nome de Joana, me consegue explicar isto por favor?


Ter a certeza absoluta, ou mesmo a mentir com os maiores dos descaramentos, há sempre quem faça questão de frisar:
“ Juro a pés juntos”


Esta encenação, não prova que esteja a dizer a verdade, apenas consegue provar que a determinada pessoa, não sofre de joanetes.


Voltamos a pedir uma informação, ao que nos respondem:
“ Aí não passa Cristo, isso é onde Judas perdeu as botas”


Até que enfim, algo faz sentido…


O inquiridor do início do texto, soube que no referido sitio não passava Cristo, arriscando desta forma ir mesmo ao cu de Judas… Aí se encontra a explicação, para ele ter perdido as botas…



Para o que me havia de dar hoje… :) :)

30 comentários:

Sanxeri disse...

Cu do judas é a minha favorita.

Nós portugas somos muito originais. :D

Soraia disse...

"Juro a pés juntos”…
Esta encenação, não prova que esteja a dizer a verdade, apenas consegue provar que a determinada pessoa, não sofre de joanetes."

esta frase foi de facto a que achei mais piada (embora haja muitas outras).
estou mesmo a imaginar, alguem com joanetes a tentar juntar os pés (sem ofender ninguem :P)ehehehe


beijo :)

**laura** disse...

E usaste aquela de "desampara-me a loja", que também acho interessante, se calhar sem teres dado conta de que também é uma expressão a explorar lol :D

**

Ricardo disse...

Sanxeri:

Originais até de mais ! :)

Beijo

Ricardo disse...

Soraia:

Se fosse um grande aldrabão, talvez até conseguisse mesmo! :)

Beeeiiijjjooo

Ricardo disse...

Laura:

Essa foi usada com intenção, para ver se alguém reparava...Reparaste tu! :)


Beijo

Mona Lisa disse...

Curiosamente já ouvi imensas vezes essa de "Juro a pés juntos" e sabe-se lá porquê desconfio sempre a dobrar quando alguém me diz isso:))beijinhos

CarlaSofia disse...

São coisas do arco da velha...
bom fim de semana, beijinho

Ricardo disse...

Mona Lisa:

Pois,então se sofrer de joanetes é mesmo de desconfiar! :)

Beijo

Ricardo disse...

Carla Sofia:

Também tinha anotado essa para publicar, mas não quis exagerar! :)

Beijo

Armindo Guimarães disse...

Olá, Ricardo!

Boa ideia essa das expressões populares.

Muitas já estão em desuso e outras estão aí de pedra e cal.

De pedra e cal, disse eu. Será que esta ainda se usa ou eu fui tirá-la do cu com um gancho?

É de morrenhanha!

eheheheh

Abraços

Ricardo disse...

Armindo Guimarães:

Dessas não me lembrei eu ! :) :)

Mas, de facto continuam também, muito presentes no dia a dia ...

Abraço

Marta Vasil disse...

Ricardo

Essa tua imaginação e boa disposição não páram mesmo e contagiam-os. A dos joanetes está o máximo.
Bem... bem... se o teu blog não fosse tão bom já te tinha dito "Vai dar uma curva ao Samouco" E esta? Arranjas alguma coisa para ela?

Bom fim de semana com a boa disposição por perto.

Ricardo disse...

Marta Vasil:

"Vai dar uma curva ao Samouco"...

Ora bem,se for um conjunto de curvas e contra-curvas bem delineadas, eu acho que tenho o "samouco" ideal... Ahahah

Não puxes por mim Marta... Ahahah

Beijo :)

Sweet About Me disse...

Ahhh não te enganes... eu só venho aqui por causa do Brian... ehehehehe

a.menina disse...

LOOOL havias de passar uma tarde á conversa com o meu avô =) ficavas com material que até para escrever um livro dava :P

Falando sério, os ditados populares fazem parte da nossa cultura e tradição, passa de boca em boda, de geração em geração.. e gostava mesmo de acreditar que é algo que pode ser alterado de acordo com os tempos em que vivemos, mas que nunca vai deixar de se usar =)

Dito isto LOOL gostei do post né :P

Beijinho grande .. bom fim de semana =)

Ricardo disse...

Sweet About Me:

Vem pelo que quiseres, desde que venhas... :)


Beijo

Ricardo disse...

A.Menina:

Sem duvida.

As expressões populares, são uma imagem de marca!


Beijo

escarlate.due disse...

lol
não sou Joana portanto não explico nadinha!!! :P



(não vejo nada de estranho na letra do post a não ser que está maior...
ou já corrigiste?)
beijo

Ricardo disse...

Escarlate.Due:

Não, ainda não consegui corrigir, até os espaços das postagens anteriores mexeram!

Enfim, algo do oculto... :) :)

Beijo

Equilibrista disse...

Achei imensa piada teres usado uma expressão popular para descrever outra expressão popular, já que para mim "desamparar a loja" é muito mais engraçado do que "põe-te a milhas!"
eheh

Eu gosto quando se diz: "estas a ver chifre em cabeça de cavalo", ou "estou como o tolo no meio da ponte!"

Eu até costumo usar dessas expressões regularmente... é possível dizer tudo, sem se dizer nada!

**

Ricardo disse...

Equilibrista:

Ora nem mais, é isso mesmo, dizemos tudo sem se ter dito "nada"! :)

Beijo

Osvaldo disse...

Caro Ricardo;

Ao mandar-nos pro "cú do Judas e sem botas", és mesmo um "amigo da Onça"...
Um abraço,

Osvaldo

Ricardo disse...

Osvaldo:

Pois, eu também não acho boa ideia, mas pode sempre haver quem goste! :) :)

Abraço

FERNANDA & POEMAS disse...

BOM DOMINGO QUERIDO RICARDO, BEIJINHOS DE CARINHO,
FERNANDINHA

Ricardo disse...

Fernanda:

Muito obrigada, igualmente! :)

Beijo

Pandora disse...

Esqueceste-te daquela..."Vai dar banho ao cão" ou aquela..."Macacos me mordam!
Tens de fazer um post de continuação, porque ainda há muitas mais.:)

Bj

Ricardo disse...

Pandora:

Nem imaginas, a lista que tinha aqui à minha frente quando fiz o post! :)

Dá mesmo pano para mangas...

Beijo

Rafeiro Perfumado disse...

Eu de vez em quando abordo essas expressões. Pegando na tua última, o estranho é que o Judas não usava botas... ;)

Abraço!

PS: não se pode comentar lá em cima?

Ricardo disse...

Rafeiro Perfumado:

Claro que se pode comentar! :)

Pois, eu também pensava que o Judas não usava botas, mas o pessoal insiste tanto nisso... :)

Abraço