segunda-feira, 25 de maio de 2009

O que queres ser quando fores grande?



Quem nunca foi questionado na sua infância, com a típica pergunta, " o que queres ser quando fores grande"?

São uma minoria, aqueles que têm actualmente a profissão que sempre desejaram ter.
Embora isso seja muito relativo, penso que consoante os anos passam, vamos refinando os nossos gostos profissionais.
Por exemplo, até aos 13 anos sempre quis ser futebolista e, até pratiquei este desporto a nível nacional.
Mas, esse sonho acabou quando comecei a deslumbrar nas bancadas, lenços brancos dirigidos à minha pessoa, em quantidades que o Quique Flores nunca verá...Até porque, segundo consta vai sair do benfica.

A partir dos 13 anos , altura em que avancei nos descobrimentos pelos prazeres da vida, comecei a desejar ser médico ...Ginecologista.
Cedo percebi que não era capaz, pois o mais provável, era misturar a vida profissional com a pessoal e, isso nunca se deve fazer.

A época era de arriscar, a margem de erro era "grande", voltei a sonhar... Passei a querer ser cantor, ou em ultimo caso dançarino.
Fui em busca de incentivos para a primeira opção, junto de alguns amigos, eles, como bons conselheiros que eram , fartavam-se de dizer," nunca vais chegar aos calcanhares dele", enquanto me mostravam dvd's do Zé Cabra...
Desiludido, pedi auxilio ás minhas amigas mais chegadas, para me ajudarem... Desta vez a dançar.
Foi uma experiência óptima, não me tornei dançarino, mas aprendi a dar muito valor aos pés femininos.

Na altura em que, havia bons incentivos para a inclusão na policia de segurança publica, meditei sobre o assunto.
Durante esta reflexão, num jogo, Sporting - Porto no antigo estádio José de Alvalade, passei por uma situação de tensão elevada, com um dos agentes presentes no local.
Isso foi a resposta que necessitava... Nunca gostei de maus ambientes com os colegas de trabalho, por isso nada feito.

Raros são os casos, em que , o profissional esta inserido na sua actividade por gosto ou impulso.
Não me parece que a maioria dos dentistas, tenha sonhado combater caries, que os agricultores exerçam essa difícil tarefa (agricultura), porque acreditam que o cheiro do estrume faz bem ao sistema respiratório, ou, os operários de construção civil tenham abraçado essa profissão, só porque lhes deu na telha.

No entanto, sei perfeitamente, que maioria das pessoas gostavam de auferir elevados rendimentos sem muito esforço, mas são poucos os que conseguem envergar pela vida política...

14 comentários:

Sanxeri disse...

Ginecologista? lol Tarado!

Eu queria ser veterinaria...

Ricardo disse...

Sanxeri :

Tarado não, homem de muito bom gosto faz favor... :) :)
Alias, quantos Ginecologistas taradões mesmo, deve haver por aí,daqueles que decoram a cor das cuecas de todas as pacientes...

Estas a ver, foi por isso que não tentei sequer, envergar por essa profissão! :)

Decididamente , não me iria conseguir concentrar no meu trabalho...

Beijo

Soraia Silva disse...

eu sempre gostei de artes...
Agora sei (consoante o tempo foi passando) que gosto de ver e mexer em esculturas (sabe-se lá porque), faz-me é confusao elas nunca retribuirem o meu "gesto", porque sao paradas... que tal ir para massagista? eheheheh


beeeiiijjjooo :))

Ricardo disse...

Soraia :

Não sei se reparaste, mas no contrato que fizemos, existe uma cláusula, onde diz seres exclusivamente minha massagista!
Portanto, como não deves querer pagar elevadas indemnizações, acho por bem que acordes... :) :)

Beeeiijjjooo

Inês Brito disse...

Eu queria ser cabeleireira. Agora trabalho em part-time num e já estou farta -.-. Depois tive uma fase que queria jornalismo (e ainda quero) mas vou optar por algo que me de mais estabilidade. :)

Bj,
(i)

escarlate.due disse...

pequena!!! queria ser pequena!! :P

sempre desejei ter a profissão que tenho, foi a única com que alguma vez sonhei :)

Rafeiro Perfumado disse...

Eu queria ser arqueólogo, mas quando vi uma amiga minha tirar o curso e ganhar a vida a lavar escadas, resolvi ir para gestão. Sim, porque para político não dá, os meus pais deram-me educação. Abraço!

Ricardo disse...

Inês Brito :

Estabilidade, é algo muito raro nos tempos que correm !

Beijo

Ricardo disse...

Escarlate.Due :

Assim sendo, és uma sortuda amiga! :)

Beijo

Ricardo disse...

Rafeiro Perfumado :

E fizeste bem... Pelo que parece, uma figura política presente na apresentação do teu livro, não era muito bem vinda! :)

Abraço

CarlaSofia disse...

Eu queria ser rica e não trabalhar...
beijinhos :)

Ricardo disse...

Carla Sofia :

Se fores uma rica pessoa, já é bem bom! :)

Beijo

Nicole disse...

eu queria ser hospedeira de bordo :P

ja agora, como conseguiste por o fundo assim? beijinho

Ricardo disse...

Nicole :

Hospedeira, dizem que é fascinante! :)

Quanto ao fundo do blog, eu até te explicava,mas, é complicado explixar-te assim de repente.
Tinha que te ir dando as coordenadas e, tu ires fanzendo no teu ao mesmo tempo...

Beijo

Volta sempre...